A+ A-
logo crad

Notice: Undefined offset: 5 in /var/www/html/crad.univasf.edu.br/public_html/php/random.php on line 54

Laboratório de Sementes


O Laboratório de Sementes é um espaço destinado ao beneficiamento, armazenamento e pesquisas sobre sementes de espécies endêmicas e ameaçadas de extinção na Caatinga. Tem como meta a coleta de sementes a partir de árvores matrizes no campo de espécies que possam ser utilizadas na recuperação de áreas degradadas na Caatinga, sobretudo às situadas na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (BHSF).

Expedições de campo


Expedições de campo são realizadas para localização, identificação e marcação de matrizes em áreas consideradas prioritárias para conservação na Caatinga. As matrizes são georeferenciadas utilizando-se um GPS cadastral e as informações inseridas em um banco de dados.

Processamento de sementes


Após coletadas, as sementes são processadas e beneficiadas pela equipe do Laboratório de Sementes do CRAD/UNIVASF e, em seguida, armazenadas na câmara-fria em temperaturas entre cinco e sete graus centígrados ou em temperatura ambiente a depender da espécie. Além disso, são realizados levantamentos bibliográficos sobre as espécies coletadas bem como, testes de germinativos a fim de estabelecer protocolos de germinação de cada espécie.

Banco de germoplasma e desafios


Atualmente, o banco de germoplasma conta com aproximadamente 2,5 milhões de sementes, classificadas em 42 espécies, pertencentes a 38 gêneros de 18 famílias de angiospermas. O desafio do laboratório é o estabelecimento de um Banco de Germoplasma de referência na região, gerador de informações sobre germinação e produção de mudas de espécies nativas da Caatinga.

Imagens


Em breve.

Laboratório de Produção Vegetal


     O Laboratório de Produção Vegetal do CRAD/UNIVASF auxilia no desenvolvimento de tecnologias para a produção de mudas de espécies nativas da Caatinga. Neste laboratório são feitas análises dos parâmetros físico-hídricos dos substratos orgânicos utilizados no viveiro de referência do CRAD para a produção das mudas. Os equipamentos presentes nesse laboratório possibilitam a determinação dos seguintes parâmetros: umidade, densidade, porosidade, curva de desorção de água, distribuição do tamanho de partículas, condutividade hidráulica do substrato saturado, pH da solução e condutividade elétrica.

Equipamentos


Os equipamentos presentes nesse laboratório possibilitam a determinação dos seguintes parâmetros: umidade, densidade, porosidade, curva de desorção de água, distribuição do tamanho de partículas, condutividade hidráulica do substrato saturado, pH da solução e condutividade elétrica.

Imagens


Em breve.

Laboratório de Restauração Ecológica


     As atividades do Laboratório de Restauração Ecológica compreendem além de pesquisas científicas básicas e da geração de recursos humanos, a criação e experimentação de modelos de plantios de espécies nativas da Caatinga em áreas degradadas, visando à reestruturação dos processos que mantém as características deste bioma. Estes modelos devem possuir possibilidades técnicas e econômicas para serem replicados, auxiliando a reversão do quadro de degradação ambiental presente na Caatinga. Devolvendo assim a produtividade e conservando a biodiversidade deste rico e incompreendido bioma brasileiro.

Imagens


Em breve.

Laboratório de Geoprocessamento


     O Laboratório de Geoprocessamento realiza o georreferenciamento das árvores matrizes da Caatinga, o mapeamento dos recursos naturais da área de atuação do CRAD/UNIVASF, análises ambientais visando identificação de padrões de distribuição e ocorrência das espécies arbóreas da Caatinga e outros trabalhados voltados para recuperação e estudos das áreas degradadas.

Equipamentos


O Laboratório de Geoprocessamento do CRAD/UNIVASF possui equipamentos como estações de trabalho, receptores GPS, estação total, impressora laser colorida para impressão de mapas no formato A3, ploter para impressão de mapas temáticos no formato A0 e mapoteca, além de softwares específicos (Sistemas de informação geográfica) que são utilizados para a representação das relações existentes do meio e em objetos geográficos que constituem os mapas.

Diagnóstico dos padrões de distribuição biogeográficos


O diagnóstico dos padrões de distribuição das árvores da Caatinga visa fomentar os trabalhos de recuperação de áreas degradadas, identificando quais são as espécies que ocorrem em áreas de sequeiro, de mata ciliar, alagadas, de altitudes elevadas. Deste modo, a revitalização da Bacia do Rio São Francisco depende em grande parte de pesquisas científicas que visem estabelecer os padrões biogeográficos dos recursos naturais, para que a revitalização ocorra com efetivo sucesso.

Imagens


Em breve.

Herbário HVASF

O Herbário Vale do São Francisco (HVASF) foi criado em novembro de 2005 para servir de apoio às atividades de ensino e pesquisa da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Tem como objetivo torna-se um dos herbários de referência na caatinga


Herbário HVASF

Guia de Campo

Didático e com linguagem acessível a estudantes, professores ou mesmo àqueles que gostam de ecoturismo, o o Guia de campo de árvores da caatinga traz fotos e informações curiosas sobre a vegetação desse bioma, cujas belezas e extensão são conhecidas por poucos.


Guia de campo

Registro de Frequência

O registro de frequência foi desenvolvido para auxiliar o acompanhamento de atividades realizadas por alunos no Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas, registrando com exatidão a permanência durante o estágio para confecção do certificado.


Sistema de Registro de Frequência